2013 VIAGEM À EUROPA





Expectativa


Dizem que o melhor da festa, às vezes é esperar por ela. Não quero que este seja o meu caso. Estou na expectativa de uma viagem à Europa e, sinceramente espero que a viagem seja melhor que a preparação.
Estamos vivendo dias muito frios e cinzentos (quase "cinquenta tons de cinza") - "triste inverno chuvarento" e com isto a gente não sabe nem o que botar na mala, tentando ser leve para ir passear, eu - pessoa e não as roupas. Por favor o que vestir e o que calçar, ser esportiva, livre, leve e solta, não é fácil.
A saída de Curitiba será no final da tarde de sexta feira, dia 26. O retorno é previsto para dia 7 de agosto. Vamos ver o que nos espera. Serão 4 dias em Londres, 4 em Paris e 2 em Amsterdã.
Entre Londres e Paris faremos a viagem pelo Eurostar - acho fantástico viajar por baixo do mar. 
Entre Paris e Amsterdã iremos com o trem Thalis, trem mega rápido, passando por Bruxelas, ôpa mais um país. Serão três horas e dez minutos de viagem, mas no trajeto a temperatura vai cair quase vinte graus. Deve ser por isso que as vacas holandesas são tão frescas e precisam de ventiladores nos estábulos, rs.
Na volta faremos escala em Frankfurt e servirá para contabilizar mais um país, no caso a Alemanha.
O verão europeu varia muito. Nesta semana em que aqui estaremos abaixo de zero, em contraponto Londres pegará seus raríssimos 32 e 33 graus. Mas assim como por aqui melhora o tempo, lá baixa para agradáveis 24 e 25 graus. Já em Paris, sobe um pouco mais.
Já providenciei minhas libras e euros, mas nada de compras, presentes e volumes porque não tenho marido para carregar minhas malas, rs -  nisso tiro de letra. O que de melhor quero trazer serão as recordações.
Viagem com a família é uma maravilha e proteção para todos. Sei que teremos que andar muito de metrô e a pé, torcendo por bom tempo e programas legais.
Que bom sair um pouco e mudar a rotina. Viajante não tem partido político, classe social, time de futebol, firma reconhecida e outras chatices da vida.
Memórias de viagem precisam ser autênticas, contar o que foi bom, as mancadas, os erros e os acertos.  Estabelecer valores, saber se o que te pedem por um cafezinho é razoável. E a libra como subiu, mama mia...
Atravessar fronteiras é muito bom, mas não apenas as geográficas, mas principalmente as mentais. Conhecer, sonhar, descobrir, avançar, aprender: gosto destes verbos.
Quando  voltar conto o que mais importa. 
Au revoir mes amis!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rio Itajaí do Norte. Papanduva

Dr. NATANIEL VIUNISKI - Nutrólogo - Palestra em Curitiba

A Cidade de Papanduva